Sabes, Amora, eu deveria pensar em não chover mais em ti, mas isso não importa se usas guardachuva. Amora, não tenho capa sequer uso luvas, saíram de moda. E se te incomoda tu te apartas dos pingos da chuva, te resguardas no abrigo se minha chuva te molha. Mas vai, vai Amora, leva a cadeira e teu maldito guardachuva, senta lá fora sem roupas. Mas naquela hora, amada Amora, eu bem sei que tu ficas louca se eu mergulho nos teus olhos em cântaros. Amora, vejo sóis se chovo em tua boca.

Cárcere Curitiba 2

Cárcere Curitiba 2

"Chegue cá, cumpanhero carcerero. Conforme cumpanhero conhece, Calamar conduziu chefia continente Carnaval conquistando carinho criaturas carentes. Como carcerero confere com criatura cujo contracheque cria comiseração, considerei conversar com caro cumpanhero.
Calamar considera conceder cerca cinco centenas cruzados como colaboração com custos cabíveis com caro carcerero. Cumpanhero conseguirá comprar carne, comprar charutos, comprar champanha, comprar carro, comprar casinha centro Copacabana... carcerero conquistará coisas com conjuge, com crianças.

"Caraca, chefe Calamar. Como carcereiro carece colaborar com chefe?

"Calma, cumpanhero. Carece começar copiando chave cela. Carece continuar comprando cachaça cinquentenária, carece continuar comprando créditos celular... Calamar colaborará com carcerero com coração condoído. Conte cédulas, cumpanhero.

wasil sacharuk


Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Esse site é apoiado por INSPIRATURAS