Sabes, Amora, eu deveria pensar em não chover mais em ti, mas isso não importa se usas guardachuva. Amora, não tenho capa sequer uso luvas, saíram de moda. E se te incomoda tu te apartas dos pingos da chuva, te resguardas no abrigo se minha chuva te molha. Mas vai, vai Amora, leva a cadeira e teu maldito guardachuva, senta lá fora sem roupas. Mas naquela hora, amada Amora, eu bem sei que tu ficas louca se eu mergulho nos teus olhos em cântaros. Amora, vejo sóis se chovo em tua boca.

O grilo e o besouro

O grilo e o besouro

Sou grilo
não besouro
sou do signo
de touro
e sou um bicho bacana
conheço outro bicho sacana
querendo o ouro
do qual não sou digno

Há grilos na sua cabeça?
Não entristeça
faça um eletroencefalograma
e aconteça o que aconteça
não saia da cama

Sou besouro
não sou grilo
sou bicho ingrato
zunir é meu artifício
Conheço o grilo safado
barulhento no ato
gosto do ouro do tolo
mas não sou touro malhado

Há um besouro na sua cama?
Não se acanhe
Faça-lhe um carinho tímido
e se deixe levar pela grama
até o amanhecer digno

Dhenova & Wasil Sacharuk

12670389_994472957303289_5820928592922709562_n

Dhenova

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Esse site é apoiado por INSPIRATURAS