Sabes, Amora, eu deveria pensar em não chover mais em ti, mas isso não importa se usas guardachuva. Amora, não tenho capa sequer uso luvas, saíram de moda. E se te incomoda tu te apartas dos pingos da chuva, te resguardas no abrigo se minha chuva te molha. Mas vai, vai Amora, leva a cadeira e teu maldito guardachuva, senta lá fora sem roupas. Mas naquela hora, amada Amora, eu bem sei que tu ficas louca se eu mergulho nos teus olhos em cântaros. Amora, vejo sóis se chovo em tua boca.

Palavra da morte e da vida



Palavra da morte e da vida

Busque a palavra que designa
Quando morre toda a vida
Quando seca a ferida

Busque a palavra que é digna
De quando a morte ressuscita
De quando a primeira vez se grita

Busque a palavra que resigna
Se quando a morte ou a vida
É tão contingente e iludida

Busque a palavra - o signo
Que represente a morte
Que represente a vida
Que sentencie a sorte
Se vitoriosa ou perdida
Que ruma a um novo norte
Nova missão cumprida

Busque a palavra da morte
Busque a palavra da vida

wasil sacharuk
10423824_739828326101088_3262783551056312877_n

Audiverimus - "Palavra da morte e da vida" (Sacharuk)

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Esse site é apoiado por INSPIRATURAS