Sabes, Amora, eu deveria pensar em não chover mais em ti, mas isso não importa se usas guardachuva. Amora, não tenho capa sequer uso luvas, saíram de moda. E se te incomoda tu te apartas dos pingos da chuva, te resguardas no abrigo se minha chuva te molha. Mas vai, vai Amora, leva a cadeira e teu maldito guardachuva, senta lá fora sem roupas. Mas naquela hora, amada Amora, eu bem sei que tu ficas louca se eu mergulho nos teus olhos em cântaros. Amora, vejo sóis se chovo em tua boca.

Pacto

Pacto

Que o amor seja terno
Sincero. Singelo. Eterno
Que a música seja breve
Intensa. Imensa. Indelével
Que a paixão seja realidade
Sugestão. Criação. Dualidade
Que o coração seja aberto
Eco. Ego. Completo. Repleto
Que o traço seja leve
Nascimento. Pensamento. Descreve...
Só mais um encanto
Preciso. Insano. Mundano

O traço e o beijo
A cor e o abraço
O sabor e o segredo
A dor e o sustento
O amor e o medo
A despedida e um desejo

Satisfeito

Que o esplendor seja inverno
Espero. Desvelo. Interno
Que o frio seja neve
Densa. Pretensa. Infalível
Que o refrão seja a verdade
Sensação. Junção. Vontade
Que o verão seja certo
Seco. Cego. Perto. Esperto
Que o inverso seja pele
Momento. Intento. Impele...
Só um novo canto
Com riso. Sem pranto. Acalanto

Na estrada e no vilarejo
No corredor e no espaço
No frescor e no azedo
Na flor e no rebento
No torpor e no brinquedo
Na investida e no cortejo

No leito

Dhenova & Wasil Sacharuk

10423824_739828326101088_3262783551056312877_n

Dhenova

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Esse site é apoiado por INSPIRATURAS