Sabes, Amora, eu deveria pensar em não chover mais em ti, mas isso não importa se usas guardachuva. Amora, não tenho capa sequer uso luvas, saíram de moda. E se te incomoda tu te apartas dos pingos da chuva, te resguardas no abrigo se minha chuva te molha. Mas vai, vai Amora, leva a cadeira e teu maldito guardachuva, senta lá fora sem roupas. Mas naquela hora, amada Amora, eu bem sei que tu ficas louca se eu mergulho nos teus olhos em cântaros. Amora, vejo sóis se chovo em tua boca.

Garoa Quente



Garoa Quente

Epístolas do mal
tenhas clemência de nós
os fiéis e os descrentes
ontem era moral
agora é diferente

perdi a clareza da visão
prendi a noção numa cela
conquistei a cegueira da razão
o sol derreteu minha vela

canícula e sol
que não queimem a nós
no fogo incandescente
ontem era normal
agora o mundo sente

aprendi que chorar é bom
então quero chorar oceano
choro até quando ouço o som
do choro que canta
desprezo humano

gotículas de sal
derramadas de nós
renascente nascente
ontem temporal
agora garoa quente

wasil sacharuk
images
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Esse site é apoiado por INSPIRATURAS