Assim me mataste

Assim me mataste

Inteira fui tua
apenas por te amar
esse foi meu azar
isso foi minha morte

arrancaste uma parte
vingaste a sorte
a palidez da minha cor
tem as marcas do corte

agora sacodes
a tampa do meu caixão
onde jogaste uma flor

a morte é o arrebate
dos choques da desilusão
das dores do desencanto
do amor que batia tão forte
mas bate forte mais não

wasil sacharuk

sonho-caixao

Esse site é apoiado por INSPIRATURAS