A tortura é o grito

A tortura é o grito

a tortura
é o grito
um poema aflito
um engasgo
o murmúrio
canto desafinado

respinga chuva
em mim
pingam gotas de ti
pinga orvalho
manda essa bosta de gente
dar de costa e de frente
ao caralho

a tortura
é o grito
o cu circunscrito
no rabo
o perjúrio
do pau atolado

respinga chuva
em mim
pingam gotas de ti
pinga orvalho
manda essa bosta de gente
dar de costa e de frente
ao caralho

a tortura
é o grito
sócio-político
o estrago
no furingo
do povo otário

respinga chuva
em mim
pingam gotas de ti
pinga orvalho

wasil sacharuk




temer-juca