Perdido em Porto Alegre



Perdido em Porto Alegre

tempos bons
horas brilhantes
até outro amanhecer
história delirante
e seu grande final

assim brinquei dia inteiro
até fumei meio cigarro
após o arroz de carreteiro
junto ao gato frajola
no quintal

insanidades noturnas
de plena poesia
e minúcias de artesão

as mulheres belas
com seus copos
e as canecas
com caldo de feijão

perdido em Porto Alegre
poesia e abstração
o dia inteiro
a viagem com amigos
num supertáxi maneiro
para correr dos perigos

wasil sacharuk

Esse site é apoiado por INSPIRATURAS