A mulher primitiva

A mulher primitiva

fluidos tramados
em sangue
pele rasgada de dentes
cada célula
sabiamente devorada

penetrada
conduzia a descida
ao inferno da loucura
e o demônio rendido
aos encantos repletos

do gozo pulsava voz
e os olhos fundidos
traficavam amor renegado
com alto teor cerebral

a mulher primitiva
espargiu sementes
de prazer sobre os campos
sem que ninguém a tocasse

wasil sacharuk