Seara

Órbita

Órbita

habito estrelas
descrevo curvas
que perpassam 
a cadeia de rochas
crosta do teu planeta

a cada manhã
recolho sonhos
plantados na arcada
dos teus olhos
quando miram o sol

assim posso vê-los
se fecho os meus

habito satélites
corpos celestes
em trajetória suave
observatórios
de ocultas verdades.

wasil sacharuk