patrocinador

Labirinto

Labirinto

fui algoz
dos versos cadentes
torrentes
da ansiedade
deslizes do instinto

fui assassino dos versos
sem qualquer piedade
no seu labirinto

ninguém viu
quando cortei o fio
e logo matei Ariadne.

wasil sacharuk

Imagem: Dora Maar and Man Ray- 1936, The Years Lie in Wait for You