Quando flui mansa

Quando flui mansa

Amigo
licença
percorro lugares
tal cometa
perfurando os ares
mas corrente de rio
quando flui mansa
que me embala
que me encanta

jogo sementes
num imenso quintal
de magnólias
e gerânios
nada mal
à velha águia
que cruza oceanos

mas se fico parado
perco o ônibus

mas se fico parado
perco o ônibus

amigo
nem a ciência
decifra a emoção
que veste o sabiá
de tanta eloquência
na corrente de rio
que flui mansa
quando ele canta
ela dança

mas se fico parado
perco o ônibus

mas se fico parado
perco o ônibus

wasil sacharuk

http://www.simonleechphotography.com/blog/trip-report-feldberger-seenlandschaft-east-germany/

Inspiraturas