Seara

Príncipe

Príncipe

Evita saber o mistério 
desse fogo que arde
no meu império
não desafia meus exércitos
atenta ao pleno domínio
das legiões invisíveis

minhas cabeças 
de três naturezas
indivisíveis
são rendições à beleza
conduzem-te rasteira
ao inferno das posses

minhas pernas fortes
montam as carapaças 
dos mais venenosos
escorpiões

aos que me servem
sou desígnio da verve
da farta colheita
da grata vitória 
da morte aos inimigos

rasgo-te os pulsos
vertentes de sangue
a mim consagrado
com felinas garras

lagarto de fogo
desliza em teu corpo
te devora sem amarras
enquanto obedeces
ao meu desejo.

wasil sacharuk