Santificada

Santificada

Preservo-te a paz
a zelar que o sal 
tuas águas não turve
e o inferno do céu 
nao pese tua cabeça

sei de ti no papel
plasmada de poesia

santificada
que não esmoreças
de viver fantasias
renovar as promessas
que nunca fizeste

não preciso aprender-te
eu sei ler-te às avessas
e posso sempre achar-te
onde perco palavras.

wasil sacharuk