Seara

De outra natureza



De outra natureza

Sei explorar tuas belezas
teus sentidos
e tu gostas
das minhas proezas
se fico perdido 

há poetas diferentes
outras vertentes
distâncias... tamanhos
os leste... os viste
e os amaste
bem sabes
meu universo estranho
tem outra natureza
é de outra vida

escrevi poesia
na nuvem sombria
tatuada em tua coxa
que quando despida
confessa atrevida
o teu amor.

Wasil Sacharuk