Da melancolia, um opus para dançar

Da melancolia, um opus para dançar

quero perder contigo
na dança
o mister do tempo
as horas que passam
e as que não passam

quero saber na dança
afastar minhas ânsias
exorcizar pesadelos
aprender no teu ritmo
a balançar a aspereza
a inércia, a indelicadeza

me faças conduzir
no teu mistério
e da melancolia
façamos um opus
para dançar

a dança
que comigo danças
no dia sombrio
lá fora
se não chove
faz muito frio

quero ser guiado
pelos teus olhos
teu sorriso divertido
e escrever de improviso
nas nuvens da mente
versificar os lamentos

que me bailes
me ensines os movimentos
daquela árvore que dança
uma valsa com o vento

quero seguir as setas
essas que indicas
no canto da boca
para que eu perca
o compasso do tempo.

Wasil Sacharuk

Inspiraturas