Seara

Aprendiz de Silêncios

Aprendiz de Silêncios

Me deixa quedar
no abismo das ânsias
para entender o luar
que ilumina
as distâncias

me ensina as nuanças
do silêncio que fala
e que não sei escutar
mas que preciso
mesmo que não o diga

que eu seja
aprendiz de silêncios

Me deixa fluir
tal rio
na harmonia das calmas
em gotas sinceras
uma a uma

Afaga as dores
acalma meus ventos

Me deixa ser rio
que te cerca
e que te tenta
a costear as vivências
dissolver as carências

me deixa descer
pelas tranças
e molhar teus cabelos
que voam fáceis

me deixa na luz
da tua lua
refletir tuas fases
rio de ondas lilases

talvez em mim você nade.

Wasil Sacharuk