Moldando a água



Moldando a água

lavei tristezas
moldando a água
segurei as belezas
para que não fugissem
pelos vãos

se foram as mágoas
as incertezas
numa correnteza
fez com que sumissem
quando abri as mãos

na vida espalmada
fatalmente molhada
de dentro da pia
de água moldada
escrevi poesia

wasil sacharuk0e32de8b33ebe2f35b08da9c402d031f
Shinichi Maruyama

Esse site é apoiado por INSPIRATURAS