patrocinador

Pensamentos ao léu

Pensamentos ao léu


Na curva, quase na esquina
Uma sombra abraça o estigma
O pensamento escapa à sina
E tinge de vermelho o clima

Luz turva em parca retina
Uma bomba traz o paradigma
Se faxineira ou assassina
Maltrata e finge que mima

E quando se encontram as bocas 
Refazem-se  todos os laços
E nas palavras mais vãs e loucas
A fonte de todo o embaraço

Enquanto se bolam as trocas
Ocupam-se todos os espaços
E as palavras pagãs das bibocas
Sem norte sem foco sem traço.

Dhenova e Wasil Sacharuk