Seara

Crops Celestiais V

Cristo caminhava calmamente centro cidade Central, capital continente chamado Carnaval, cuja comandante confere com criatura com cabelos curiosos, cujo corpinho circular comporta conjuntinho cor caqui. Cristo cismado com causos corridos continente Carnaval. Cismado com comentários cafajestes com criatura cretina, chamado Contentiano, chefe Catedral Compre Cristo Com Cartão Crédito, cujos cultos conduzidos comprometem com credibilidade cristianismo; correligionário comprometido com coligação cristã; comandante Comissão CDHM. 
Com comentários cínicos, Contentiano certificou cantor Caetano, com cinzentos cabelos crespos, compartilhar círculos com Capeta. Comentou com cizania como criaturas cor cravo canela, com cabelos crespos, com contornos circulares conhecidos como carapinha, consistem criaturas condenadas como Canaã. Contentiano considera criaturas cor cravo canela como causa condições catastróficas. Contudo cristão Contentiano carece condicionar cabelos com carapinha com calor criado com chapinha. Conforme coloca chapinha, criatura consegue crer conter cor caucasiana. Criatura cheia conceitos conformados com crenças cretinas cujo cu caiu com cara chão.
Cristo conversou com consciência, certo carência chamar Contentiano conversar como criaturas comuns, cagar cabeça cretina com cucurutos, cutucar consciência, comandar criatura catar coquinhos chão canteiros colorados cujo calor cruel, companheiro Capeta comanda.
Cristo comandou chofer conduzir carro chegando casa Contentiano. Conforme chegou, Contentiano conversou com cortesia:
"Caro Cristo, continuo como criado cristianismo, como cristão convicto, como criatura com comportamento condizente com Cartas Cristas. Como comemorar comparecimento Cristo casa cidadão comum, comprometido com compartilhamento coisas constante Cartas Cristas? Caro Cristo, Contentiano contente com comparecimento Cristo. 
Cristo comparecerá comigo culto cristão? Conseguiremos centenas colaborações com criaturas crentes. Consideraremos colaborações com cheque, cartão crédito, cofre com chave, capital consolidado, carros, casas, cédulas cambiais, capitalização, crédito consignado, caraca... conseguiremos consolidar cu criatura crente! Carece Cristo comparecer comigo. 
Colocaremos criaturas coloridas cela com cadeado. Contentiano cospe cara criaturas coloridas. Coloridos consistem como criminosos, corruptores círculos consanguíneos. 
Caro Cristo, como criaturas coloridas conseguem contorcer cobras, cacete com cacete, como criaturas com Capeta consumindo cabeça corrupta? Como conseguem colocar cu coçando cu? Como criaturas conseguem colocar chavasca contra chavasca? Concorda, Cristo? Como criaturas conseguem chupar coisas cabeludas? Crimes contra consciência cristã!
Colocar cacete centro cu confere com coisa considerada comum, contudo, contraria criação crianças, contrariando continuidade criaturas. Criaturas carecem considerar colocar cacete centro chavasca. Conforme caldo cair, criará criança cristã. Copiou?
Cristo concorda comer castanhas com champanhe? Colocarei conta custeada com cofres Casa Civil. Comportamento considerado comum com confederados."

Cristo, com cara chão, conversou:

"Caraca, Contentiano, careces conhecer charmosa criatura chamada Capeta, conhecido carinhosamente como Cramulhano. Contentiano com Cramulhano compartilham conceitos comuns."

Cristo chamou Cramulhano celular:

"Caro companheiro, careço comandar criatura Contentiano, cachorro cretino com chapinha, comparecer Casa Capeta, como consta cláusula cinco contrato convênio Casa Celestial com Casa Capeta. Caso caro Cramulhano considerar cabível, cabe cravar chifre centro cu criatura calhorda."

Wasil Sacharuk

Crops Celestiais IV

Contam, certos cidadãos chilenos, causo cuja criatura chamada Cristo convidou camarada Cramulhano comparecer certa celebração cujo conteúdo constava comemorar cinco centenários cruzada católica Cristo contra Capeta.

Cristo colocou convite:

"Caríssimo colega Cramulhano, cabe comemorar cruzadas consumindo coisas compatíveis com criaturas caras, cujos corações compadecem com carinho, com consideração.
Comandei criaturas celestes comprarem camisas, calças, calçados, cuecas, calcinhas, chapéus, completamente coloridos com cor colorada, cor cujo camarada Cramulhano considera como cor cara.
Criaturas celestes completamente curiosas com celebração cujo convidado cerimonial confere com camarada Cramulhano, criatura cuja cumplicidade Cristo conhece conquanto cultiva.
Comandei criaturas celestes comprar canapés confeccionados com criada Comandante Chico, criatura cujos canudinhos com carne conferem com coisa celestial. Cabe consumir com cervejas congeladas.
Comandei comprar cachaça, cigarros, coca... cabe companheiro consumir com certo comedimento.
Cozinharei cenouras com chitaque, couve, cebolas cruas, claro. Confeitarei cake com chocolates, com coco, coberto com creme chantili composto com clara cozida.
Como comprovação carinho com companheiro, considero contratar charmoso cantor, cuja cabeleira crespa causa calafrios, chamado Cauby.
Chefe Casa Celeste com competente chofer chegarão casa camarada Cramulhano. Carro conduzirá caro companheiro Centro Cerimonial. Confirme certeza comparecimento.
Cabe considerar como camarada consta como criatura controversa, cuja conduta confere com cidadão causador crimes, criador ciúmes, cafajestices, canalhices, cretinices... contudo, considero criatura com carinho, como cúmplice causador coisas calhordas com cérebros criaturas."

Cramulhano, com contentamento, confirmou comparecimento:

"Caro cidadão Cristo. Comovido com cara consideração, comparecerei celebração.
Como complemento comemorações, contratarei criaturas contorcionistas.
Comeremos conquanto chupamos.
Com carinho, Cramulhano."

-Cruzes!

Na rota do estupor

Na rota do estupor

Dona Quifêrva está velha 
pela casa insalubre
arrasta esfarrapadas pantufas 
com odor de cachorro molhado

O seu grande legado
a essas alturas da existência 
é o aprendizado
de que comer e dormir
talvez dormir e comer
evita medidas drásticas

Introjeta emoções homeopáticas 
nas novelas televisivas 
e nos programas de auditório
quanto mais pobres de utilidade
melhores serão
resguardam a sensibilidade 
do cansado coração
que lá essas coisas
já não anda

Eis que troca as demandas 
por um café reforçado
dois ou três pães franceses 
quentinhos e estufados 
com presuntos e queijos

O seu único desejo
habita entre a cama e a mesa
na rota do estupor
donde tem a certeza
que se um dia desses vai
nesse dia vai sem dor.

Wasil Sacharuk

Desembocaduras

Tela: Paul Rumsey


Desembocaduras

Ah que há em nós
viés de desembocaduras
donde perpassa poesia
a obscuridade dos dias
e a clareza
das noites escuras

nossos signos
desaguam tal foz

ah que há beleza
onde cruzam as vias
a apertar os nós
dos melindres e estruturas

encontro de rios
desaguam sorrisos
sobre a mania
de humanamente pensar
a vida dura

ah que paira no ar
a atmosfera de cura.

Wasil Sacharuk

Crops Celestiais III


Chovia canivetes. Criaturas caminhavam com capas, com chapéus, carecendo chegar casas. Comerciantes cerraram comércio. Céu cortava com cabrums! Carros capotavam, crianças corriam... contudo, como caros companheiros, Capeta comungava com Cristo círculo comestível chamado como chips consagrado. Com certa comiseração Capeta comentou:
-Continuo com carência comida. Chips consagrado contrário coisas cuja consistência condiciona criatura cagar com contentamento. 
-Capeta carece cultivar costume comer com compaixao.
-Compaixao? Claro, claro. Contudo, convido camarada Cristo chegar cantina céu considerando comer coxinha. Comeremos coxinhas conquanto consumimos cachacinha.
-Certamente, caríssimo Capeta. Cachaça cai convulsionando corpo Cristo. Contrariamente como cai cerveja... caindo circularmente. Contudo, considero convite com carinho.
-Cristo come cebolas cruas?
-Credo, Capeta, cebolas cruas, come consegue?
-Consumo cada círculo cebola cruas com contentamento.
-Como? Capeta costuma comer círculos?
-Como centenas círculos
-Credo!

https://www.facebook.com/groups/carabook/

Crops Celestiais II

Cientistas canadenses com colaboração competentes computadores cavaram chão continente chamado Carnaval conseguindo cadernos cujo conteúdo conta com criteriosa censura. Canovaticínio condena cadernos como caluniadores contra crença católica. Curiosamente, cadernos completamente conservados, confirmados com carbono catorze contam como Cristo conversou com Capeta:
-Cristo, come churrasco?
-Claro, caro Capeta, contudo, como conseguiste, companheiro?
-Carneei centenas cordeiros cristãos colaboradores catedral
-Caraca, compadre, como comeria cordeiros cristãos?
-Com cerveja, criatura
-Com colarinho, companheiro?
-Claro, cerveja clara com colarinho, cabeludo
-Certamente, Capeta. Contudo, consagrarei cordeiro com cerveja. Conforme Criador comentou: "cu cervejeiro carece comandante".
-Caralho! Como Cristo consegue comentar coisas condenáveis?
-Coceira, caro, coceira!

Wasil Sacharuk

Crops Celestiais I

Caros colegas conversadores Carabook

Cheguei casa companheiro Catilinas com cabeça cheia com coisas consideradas criminosas. 
Colocamos camisetas chapadas com chamada católica: "carece cristo chegar com cabelos claros compridos". Conversamos coisas concernentes com crenças cristãs. 
Chegamos conclusão: carecemos cruzar céus chegando continente chamado Canovaticínio com condição conhecer crença católica. Carecíamos certezas, carecíamos compreender coisas,
conhecer cardeais, conhecer Chico, compreender caridade, comungar com cruz.
Chegamos contentes conforme cruzamos com cartaz contendo chamamento: "colabore com Canovaticínio comprando cartões, cruzes, calendários com cara Cristo, coroas, camisetas, cadernos com contos cristãos, chaveirinhos, chapéus, comungue com criancinhas com carinhas contentes, compre cômodo céu, confesse com cardeais, coma chips consagrado... consideramos converter câmbio, cheques com conta corrente checada, cartão crédito."
Como conclusão, Catilinas com Cara Cabeludo conquistaram cabeça cristã... completamente convertidos catolicismo. Criaturas crentes, certamente.

Wasil Sacharuk

Boca

Boca

sussurras o nome
assanhados cabelos
bebes beijos
e das roupas
que eram poucas
nada fica

de ti sei da fome
que pega
que come
me some
sincronia de dentes
poesia de língua
dança alucinada

suplicas desejos
provas dedos
até o fim
se digo que sim
a mim
não recusas

arranco segredos
de verve afiada
versos em brasa

as marcas
espalhadas
nas entradas
e o encanto
pelo canto
da boca
semicerrada

wasil sacharuk


Viajante de vinho


Viajante de vinho

Gosto
se te aproximas
a repassar meus lamentos
e dissabores
tal os outros idosos
falo de minhas dores

também gosto 
daquilo que não gosto
mas somente me importo
se eu perco o humor
e o discernimento

gosto 
desse teu indagar
falsamente ciumento
que se diz inseguro
mas que invade o momento
com um sutil argumento
e o toque mais puro

mas também gosto 
do teu carinho
que já sabe o quanto
eu gosto de estar sozinho
para poder poetar 
viajante de vinho
dar a vida ao rebento
sobre meu desalinho.

Wasil Sacharuk

Durante o dia - acróstico

Durante o dia

Doze horas
Um plasma de sol
Reluz meu mundo
Acordei agora
Não é natural
Ter um dia normal
E depois ir embora

Ora, não é poema profundo

Durante o dia eu mudo
Isso não é nada mal
Ajuda a esquecer de outrora.

Wasil Sacharuk