Nunca mais vais transar comigo


Nunca mais vais transar comigo

Lembro que te tocava
tal somente eu sabia
todo dia
e cantava
quero estar bem dentro
morar em ti meu recanto
com meu beijo
meu desejo
mas perdi o passo da dança
me tiraste a esperança
que serias melhor sozinha
não te querias mais minha

Não compreendo a desavença
diante daquilo que pensas
se riscaste uma linha
entre norte e sul das estrelas

Eu não quero
acreditar
que não mais
nunca mais
vais transar 
comigo

e morro de tanto receio

Eu não creio
que tu digas
que não mais
nunca mais
vais transar 
comigo

Lembro que gostavas
tal como fazias
todos os dias
eu amava
quero te fazer de encantos
com tatos e movimentos
meu orgasmo
meu espaço
mas agora perdi a crença
diante da indiferença
se riscaste uma linha
um corte entre nossas esquinas

agora a canção que tu cantas
enquanto males espantas
inverte os rumos das sinas
assim não te queres mais minha

Eu não posso
suportar
se jamais
e não mais
vais transar 
comigo

ainda amo o teu corpo

Me importo
que tu digas
que não dá
não dá mais
e não vais 
transar comigo

Eu não posso
suportar.

Wasil Sacharuk

Inspiraturas