Pão



Pão

Plantarei o trigo em solo fecundo
a ostentar a alva pele de cordeiro
quiçá limparei os pecados do mundo
da massa fermentada serei padeiro

Espírito servido ao café da manhã
que sacia o amor no estilo caseiro
com hóstias, brioches e croissants
o divino calor que emana do cheiro

Da casquinha crocante da eucaristia
vou sovar cereal com força e poesia
terei água e sal em plena comunhão

Na mistura de letras dessa ladainha
o bromato se eleva sutil na farinha
engendra o milagre da multiplicação.

Wasil Sacharuk

Esse site é apoiado por INSPIRATURAS