patrocinador

Ser poesia



Ser poesia

Meu caro amigo
nessas tardes de domingo
a alma verseira sai a trote
me vens faceiro com o mote
sobre o que aprendi com a poesia

Tu sabes, meu amigo velho
aprendi a domar rebeldia
e a me enxergar no espelho
cantei versos até que raiasse o dia
ou quando doía os artelhos

Conheci os pateios da haragana
redomona e sem arreio
experimentei da vida cigana
que deveras me engana
e entorta o caminho do meio

Aprendi a riscar algumas letras
usei de velhacas mutretas
para acolherar ideias em versos
perfilei uns achismos desconexos
e com a botija cheia de trago
me deram a alcunha de mago

A escrita me deu universo imenso
mas que também eu acho tão vago
reconheço que fui um poeta pretenso
e sei que já fiz muito estrago
mas agora tudo o que penso
é aprender a ser poesia.

Wasil Sacharuk