Tu, que me confundes



Tu, que me confundes

Tu, que me confundes
tão articulosa
te fazes manhosa
somente para ter
aos teus pés
toda a minha fé
e o meu bem-querer

Tu, que me enganas
insinuante e formosa
te cobres de rosas
somente para ver
despencar o meu céu
sobre o papel
onde vou escrever.

Wasil Sacharuk

Esse site é apoiado por INSPIRATURAS