Falcatrua

Falcatrua

Aos amantes
sou desvelos
conto segredos
solto os cabelos
sei rir das piadas

mas não sinto nada
entrego minha vida
sou comida
e compartilhada

Sou a falcatrua
exposta e nua
sempre sozinha
nem desprezada
sequer cortejada

sou pura santinha
putinha safada

Amantes pesados
e indiferentes
meu corpo esmagado
servido de frente
servido de lado
recolho sementes
entre os lábios

Aos amantes
deixo diamantes
incrustando sarcasmos

e alguns pleonasmos
bem redundantes
e traiçoeiros
em lugar de orgasmos
mais vibrantes
e verdadeiros.

Wasil Sacharuk