Cenário Vazio

Cenário Vazio

Dei cabo de mais uma cicatriz.
Não foi fácil, nem difícil,
nem sei direito como fiz.
Arranquei sem suplício.

Tantas vezes atriz
era o ofício
banquei a louca
a meretriz
no espelho
do meu vício

Às vezes, olho e não vejo.
Bate uma estranha saudade.
Sinto falta da dor e do beijo,
do sopro e da pouca verdade.

Insano desejo
é minha maldade
um caso sério
de baixa auto-estima
onde a dor é o enigma
e eu sou o mistério.

Juleni Andrade e Wasil Sacharuk

Inspiraturas