Pampa de Terra e Areia

Pampa de Terra e Areia

Noite de lua velhaca
trapaça de doce afago
abraço envolvente no dia
espalhado pela cercania

Hermanos em outro trago
costela na ponta da faca
piquete, bambu e estaca
laguna, arroio ou lago

Pretexto da pescaria
para acolherar poesia
um verso por um pescado
um mote pela ressaca

Fogueira em frente a barraca
silêncio que reina no pago
chaleira eterna que chia
enlaçada com a ventania

Parceria de mate amargo
rebrilha essa vida opaca
faz da tristeza mais fraca
em prosa de índio vago.

Wasil Sacharuk