patrocinador

As Horas e as Águas

As Horas e as Águas

Quedam-se águas de tristeza
destemperanças derramadas
perdem-se gotas de beleza
amolecidas e consternadas

As horas insistem paradas
descaso que abraça o instante
leito infinito no rumo do nada
desoriente ao navegante

Sem mais cristais no futuro
apenas rochas indiferentes
as gemas opacas no escuro
jamais terão outro presente

As horas destilam cadentes
ponteando um tempo tardio
a dor que brotou na nascente
não vai parar o curso do rio.

Wasil Sacharuk