Uma Mão no Mango Outra na Guaiaca

UMA MÃO NO MANGO OUTRA NA GUAIACA

Na noite de sexta-feira
apartei os bichos
de volta a mangueira
tomei umas cachaças
pois fui criado guacho
e troquei as bombachas
apertei o barbicacho
e me mandei pro bolicho
para apreciar umas chinas
bailando no rebolicho
e arranjar um cambicho
para o fim de semana
encontrei uma bisca
que leva à risca
o traço do plano
e se ela se arrisca
eu desencano

Escuta, china sacana
tu não me enganas
tenho sangue castelhano
também sou orelhano
e conheço os hermanos
meu tio é tupamaro
mas eu sou chimango
e depois de um trago
eu danço até tango
e não tenho sina
para unha de vaca
garante o rango
e vem e te atraca
uma mão no mango
outra na guaiaca.

Wasil Sacharuk

Inspiraturas