patrocinador

Sociedade Ideal Caricata

Sociedade Ideal Caricata

Será amanhã o fim desse mundo
Eis a profecia tão fria e exata
Meu argumento é minha verdade
Retórica fuga da indignidade

A humanidade é idéia barata
Arquitetada no esgoto imundo
Com virtudes jogadas ao fundo
Da consciência mais insensata

O desprezo da ética e da verdade
Nas vias fechadas da felicidade
A sensação do futuro é ingrata
Só incertezas no próximo segundo

Havia um tempo de solo fecundo
Que preservava a alma da mata
A existência coesa na integridade
Na consciência e responsabilidade

O futuro existe na forma abstrata
O humano insiste num mito absurdo
Sou só mais um cego, surdo e mudo
Da fatal sociedade ideal caricata.

Wasil Sacharuk