patrocinador

Corte e Risco

CORTE E RISCO

Nos corações das estrelas
Tudo de um todo
Não creio em tê-las
Como refúgio

Não entendi se é ciência
ou vertente de inspiração
peças da irreverência
ou desvios da razão
mas algum tipo de sina
imprimiu sombras na parede

Fujo de crer nos absurdos
Posso ouvir gemidos
Perdidos no vão da consciência
Escuto as vozes em nó
Retribuindo
O pouco que dou de atenção

Nas esperanças há explosão
Milhões de raios pela raiz do problema
Em cada dilema um corte
Em cada rosto um risco
Sacrifícios, desilusões
Derramadas pela falta de atitude

Os espaços reinventados
são desvinculados dos fatos
e o corte e risco são traços
impressos pelo tempo no retrato
enquanto a vida suplica
por meu fiel compromisso

Nas paredes da sala
Um quadro
Retratando um outro estado
De maturação.

Juleni Andrade e Wasil Sacharuk