Lida Ingrata

Lida Ingrata

Ingrata é a lida na cidade
já estou meio cheio dos ovos
Quero fugir dessa sociedade
Folgar em ambientes novos

Cansei de dar tantas voltas
Criei calo dentro das botas
E ainda sonho comer poesia

Ingrato é o dia que nasce
E a vida assim tão estreita
Quero fugir desse impasse
Cansei de estar na sarjeta

Preciso viver liberdade
Me achar em outro dia-a-dia
Comer e viver poesia...

Wasil Sacharuk & Michelle Portugal

Esse site é apoiado por INSPIRATURAS