O Sacrifício

O Sacrifício

Consagrei o teu sangue
para trazer as flores à vida
e tingir minhas vestes

E talvez só me reste
viver aqui escondida
uma vida singela
uma vida que preste

mas minha janela
não é colorida
mas dá para ver
a clareza do amanhecer.

Wasil Sacharuk

Esse site é apoiado por INSPIRATURAS