Conversão - um mito da vida - ato II

Conversão - um mito da vida - ato II

No espaço se fez um rabisco
desintegrado em poeira
as sobras de um corisco
sobre a alagação pantaneira

Na planície ao sopé do monte
no vale um rio foi cavado
a água jorrou de uma fonte
nada disso foi planejado

Era um mundo sem cantos
para favorecer a cadeia
guarnecida por recantos
de vida, de água e areia.

Wasil Sacharuk
fevereiro2010