Sem Motivo

Sem Motivo

Da escrita impaciente
ao desastre compulsivo
do discurso eloquente
a um tema obssessivo

Da concentração ausente
à proposta sem motivo
do contexto producente
a um soneto improdutivo

A resposta é a vontade
dar luz a qualquer poema
desregrado no esquema

E dizer qualquer verdade
reinventar o próprio lema
sem contar sílaba ou fonema

wasil sacharuk

Esse site é apoiado por INSPIRATURAS