PARA QUE O AMOR PERDURE - acróstico

Para que o amor perdure

Para que perdure o amor
Anuncies teus sentimentos
Retires a razão dos lamentos
Afague-os como a uma flor

Queda-te aos carinhos
Unguentes a picada de espinhos
Ensejes a nova manhã

O amor guarda segredos da vida sã

Amarras devem ser desatadas
Medos convertidos em esperança
O amor pressupõe confiança
Rumos da mesma estrada

Pratiques a docilidade
Enriqueças o calor do abraço
Realimentes a saudade
Dividas tudo em metades
Unifiques, porém, o espaço
Renoves o nó desse laço
E vivas dessa felicidade.

Wasil Sacharuk

Inspiraturas