Quando acaba o desejo - acróstico

Quando acaba o desejo

Qual amor permanece desejo
Unificado nas sensações
A despeito dos sentimentos?
Ninguém sobrevive ao cortejo
Dinâmico das vãs emoções
Onde ambos se dizem isentos

Assim acaba a paixão
Concomitante com o engano
Alavanca a solidão
Busca motivos insanos
A causa da insatisfação

Ontem a noite era dos amantes

Dividiam confidências
Enquanto trocavam carinhos
Seus corpos de alma nua
Esgotavam carências
Juntos em torno do ninho
Ouvindo os sussurros da lua.

Wasil Sacharuk

Inspiraturas