Por aí...

Por aí...

São tantos caminhos
São tantas estradas
são tantos espinhos
promessas cortadas

A busca
é alucinação
parceria
paixão
poesia
refrão
todavia
ou senão

São vitais
os cafunés da noite
a fé nos sinais
coragem ao açoite.

Wasil Sacharuk
janeiro 2010

Inspiraturas