patrocinador

Na entrada da quaresma

Na entrada da quaresma

Entregue às carnes fartas
antes da anual despedida
cumpre-se a regra quaresmal
da queda do amor material

Embriaguez em doses baratas
espirituosidade atrevida
após abertura papal
que libera a fome carnal

A quem se faz carne
carnaval
a festa aplaudida
a alma vendida

A quem se diz Baco
bacanal
a volúpia assistida
celebra o oco da vida

E Saturno
por seu turno
para variar
chegou atrasado
sambou no bloco errado
e logo
foi desmaiar
embriagado

E uma Vênus
sem mais nem menos
berrou um samba enredo
e para o deleite
sem culpa ou medo
as suas mamas sem leite
pularam do vestido
afinal, tudo é permitido

Na quarta-feira
há cinzas varridas
da grande fogueira
da redenção

Da folia faceira
de razões enrustidas
a orgia arteira
encontra o perdão.

Wasil Sacharuk
janeiro 2010