Musa Ausente - acróstico

Musa Ausente

Morreram meus versos mudos
Ultimatos desinspirados
Sucumbidos sem  escudo
As frouxuras dos nós desatados

A dialética sem companhia
Unica escuta, um único lado
Soprou as estrofes numa só via
Enquanto o sol nascia quadrado
Nenhuma verve gerou nova cria
Talvez o caderno seja rasgado
E eu não escreva mais poesia.

Wasil Sacharuk