Esculpidas nas sinas

Esculpidas nas sinas

Escrevi meu rumo em tautograma
acrostiquei com mil demônios
risquei um poema deitado na cama
imprimi com hormônios

Esgotei a rotina
da velha rima
da dor e amor
com amor
e com dor

Brinquei com as letras
construí mutretas
e compus parcerias
com mestres da poesia

Dilatei a pupila
simulei na retina
estrofes esculpidas
sucumbidas
na sina
das vidas.

Wasil Sacharuk

Esse site é apoiado por INSPIRATURAS