Sem Comentários

Sem Comentários

Lancei minha poesia
No balcão de poemas
mas ninguém comentou
com que razão esfriou?

Dos Andrés nenhum palmo
mas encontrei o Decimar
e a Márcia a se derramar
pois bloquearam o Dalmo

Mas eu upei lá pra cima
e revisei cada rima
no fim perguntei à Lena:
o que há com meu poema?

Tive a serena confirmação
do que a Célia insinuou
que o meu poema afundou
porque não tem coesão.

Wasil Sacharuk

Inspiraturas