Uivando para a lua



Uivando para a lua

Na noite surda, o uivo
Na cheia lua, o cão
No canto escuro, o motivo
No amanhecer, o vão

Uivando pra lua, o danado
ofendido... irado
oculta a face nas mãos

Porém, mais um dia nasce calado
incontido... iluminado
e os corpos deitados ao chão.

Wasil Sacharuk

Inspiraturas