patrocinador

O ceifador



O ceifador

Beijo tua face
não o farei outra vez
Te dou de presente a paz
Longe da insensatez
É hora de ir e, talvez
Nem mesmo olhes para trás
siga as pegadas da sorte
e mires o Cruzeiro do Sul
Pois será esse o teu norte
Conheças o céu azul
erguido nos braços da morte.

Wasil Sacharuk