Flashback



Flashback

Aquele velho candelabro...
luz de metro quadrado de chão
onde ensaiamos nossos passos

face a face e pés misturados
queimava o incenso de cravo
como promessa de elevação

E rodamos pelo espaço
plenamente amalgamados
e olhos na mesma direção

O meu passo era escravo
que te guiava pelo salão
envolvida em meu laço

Aquele velho candelabro
ainda ilumina a recordação
dos movimentos apaixonados.

Wasil Sacharuk