Inverno no Sul



Inverno no sul

o inverno malevo corta
a noite cai
súbito em recuerdo
queima a lenha
da nossa saudade
balda de cuia
que aquece a mão

pendura os arreios
detrás da porta
recolhe a piazada mais cedo
repete os causos da mocidade
das madrugadas mais frias
do nosso rincão

chama os guaipecas para a volta
que deitem focinho nos pelegos
chama os piás e a prenda
para a amizade
compartilhada na roda
do chimarrão

wasil sacharuk
20170820165228
fotografia de Andréa Iunes

Esse site é apoiado por INSPIRATURAS