Para lacerar minhas defesas



Para lacerar minhas defesas

Viestes
para lacerar minhas defesas
e me fizestes silenciada
servida como sobremesa
com os olhos vendados
e amordaçada
queria gritar teu nome
mas não dizia nada

Insistes
em me mostrar tuas proezas
e eu me vi encurralada
larguei da delicadeza
com os olhos fechados
e algemada
para saciar tua fome
e me fazer desvairada.

Wasil Sacharuk

Inspiraturas