Fio da meada



Fio da meada

Não sei se era noite ou dia
sofri um blecaute do pensamento
mas sei que perdi o fio da meada

E já não tenho certeza de nada
Não sei bem ao certo o momento
quando fiquei com a mente vazia

Mas lembro de algumas poesias
nas folhas do caderninho sebento
quando dormi no chão da sacada

E acordei com a memória falhada
vai ver bati a cabeça no cimento
perseguindo as minhas utopias

Entretanto eu curei da rebeldia
e isso deve ser algum incremento
pra viver com uma mente lesada.

Wasil Sacharuk

Inspiraturas