Emoldurado

Emoldurado

Eis que brota frio intenso
do teu olhar congelado
talvez abstrato ou caricato
dissimulado ou pretenso

Mas agora sobrevive enquadrado
e talvez por isso não cansa
mas que ainda revela a pujança
que decora o sorriso forçado

Hoje tua presença é lembrança
confinada num porta retrato
uma fronteira com o passado
residente nessa  distância.

Wasil Sacharuk
junho2009