O poste




O poste

Soberano e solitário
iluminando o terreno
trilhando um destino otário
de um brilho ameno

O poste é um marco
fatalmente refratário
cravado em buraco ordinário
mas sem movimento obceno

O poste é o monumento
a quem faz da vida o lamento
a quem faz da vida um calvário.

Wasil Sacharuk

Esse site é apoiado por INSPIRATURAS